Páginas

domingo, 22 de março de 2015

Desabafos || 21/03/15

                Há pouco cheguei de um café com o grupo de amigos que tanto gosto. Correu tudo bem e devia estar contente e não tinha nada para me preocupar. Mas não é assim que me sinto. Sinto-me em baixo e com pensamentos que envolvem sentimentos nas crush's. Não sei, mas acho que tenho duas crush's. Não sei, não sei, não sei mesmo. Ambas são crush's que tive em tempos que agora voltaram. Uma delas sei que é quase impossível, sendo que tem namorada aparentemente, e mesmo assim não consigo deixar de ter a crush. A outra é a tal crush da qual tudo é incógnito, e nada sei se dará ou não, se deva ou não meter conversa com ele, sendo que ainda quando estive a tomar café nos vimos e olhámos um para o outro. Não sei, mas acho que o problema sou mesmo eu. Sou eu porque procuro uma experiência amorosa quando não sei o que esperar, nem sabendo o que fazer para a tentar conseguir. Talvez tudo não passe de fantochadas e acabe por ver que afinal tudo o que era ilusões. Nem tudo o que parece é, mas parece que sou uma marioneta que não sabe sabe desenrascar sem alguém a coordenar os movimentos. Preciso daquela pessoa que me conheça bem e me faça ver que nada disto sou eu. Que nada disto implica para a minha vida e me diga que estou apenas a ser criança e irracional. Preciso de crescer e ver o mundo como ele é, frio.


2 comentários:

Briana disse...

Mas deves arriscar e nunca deixar "what if" na tua vida.. O mundo só é frio se o vires como tal..
Ele pode ser agradável e quente (e duro por vezes) se o vires como tal..
A tua atitude, a tua maneira de olhar para as coisas é que vão decidir isso

João disse...

Acho que estás a ser demasiado severo contigo próprio. Em primeiro lugar, todos nós temos sonhos, fantasias, "crushes" e essa coisa de imaginarmos romances com alguém com quem nem sequer trocamos conversa, é bem mais comum do que tu possas imaginar...

Nada tem de errado. Creio que o que te faz falta, de facto, é saíres da tua zona de conforto. Perderes um bocadinho da tua timidez. Repara, podes meter conversa com as pessoas, o pior que pode acontecer é darem-te tampa.

- "E depois? Vai doer, João! E é lixado com F grande quando dói!" - respondes tu.

E tens toda a razão. Mas pelo menos, libertas-te das dúvidas e podes seguir em frente, ao mesmo tempo que vais crescendo e amadurecendo.

Algumas pessoas que conheceres até serão boas pessoas e valerão a pena. Podes até conhecer mais amigos gays, que te poderão ajudar a compreender melhor a confusão dos sentimentos em que por vezes te encontras.

Acima de tudo, vive o melhor que puderes. Mantém-te fiel a ti mesmo e aos teus valores e de certeza que serás feliz. ^^

Abraço :3