Páginas

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

"Verdades" Tuas

                Apenas a luz passa para o interior do meu quarto através da pequenas fendas das persianas mostrando como a minha vida é tal e qual a noite que se faz sentir lá fora e ainda mais a negra cor da vazio. Estes pequenos feixes de luz representam os pensamentos mais verdadeiros, enquanto a escuridão é a simples nebulosa de incertezas em que me deixaste.

Será que és o que dizias ser? Sentias o que dizias sentir? Fazias o que dizias fazer? 

                É assim que me sinto, incerto e sem respostas para a vida, por tentar perceber se fui apenas um alvo aleatório ou foi algo de vingança, ou mesmo por não saberes o que vales ao teus próprios olhos. Como a escuridão precisa da luz para conseguir desaparecer, eu preciso das respostas para te poder fechar numa caixa aonde me encontro à espera da verdadeira luz para poder fugir e ir atrás dela.

Quem dizes ser é quem realmente és? Ou dizes ser quem gostavas de ser?

                Apenas preciso do meu tempo e das tuas respostas para poder seguir e esquecer que foste algo. Avançar é a vida, e com ela é os porquês. Quero a escuridão invadida com os pequenos feixes de luz que trespassam as persianas do quarto.

Porquê?


3 comentários:

Briana disse...

Tens duas opções.. ou vais à procura das respostas ou esqueces o assunto.. No meio termo não podes ficar

Fernando disse...

olha que bom, viver assim com estas questões!

Marisa Costa disse...

Eu concordo com a Briana :)
É o melhor :s