Páginas

sexta-feira, 20 de junho de 2014

A Leste

               Sinto aquela necessidade de falar com rapazes da mesma orientação que eu, para sentir um pouco da minha essência. Houve uma fase em que eu falava e tinha coragem em falar sem me preocupar no tempo que o fazia. Agora sinto-me um pouco afastado desse meu lado, sinto-me ainda de olho em alguns rapazes com os quais não me importava de falar, mas não dou o primeiro passo para tal acontecer. Quero o mais à vontade para lhes falar. E cada vez mais tenho pensado em contar aos meus pais que sou gay.


5 comentários:

James Alexander disse...

I know the feeling. Já me vi na mesma situação montes de vezes... Durante uns tempos sinto a necessidade de falar com rapazes, mas às vezes dou por mim a afastar-me deles à espera que eles deêm o primeiro passo

João disse...

Se achas que realmente necessitas para ficares em paz contigo mesmo, conta-lhes. Caso contrário, espera por uma altura em que realmente não dê para "esconder" mais - e uso o termo esconder de forma errada, mas não me recordo agora de outro.. :P

Eu gosto muito de falar com rapazes, porque na sua maioria, os rapazes são bem mais profundos do que se imagina. Podem é não ser com toda a gente, é preciso conhecer bem as pessoas, mas quando se tem essa sorte, consegue-se passar momentos bem agradáveis e especiais - sem que isso signifique existir envolvimento físico...

Lani disse...


Um dia vais ter de contar, manteres segredo não é bom principalmente para ti :)
Força :) *

R: Ahah, já há uns anos que me mantenho afastada desse tipo de diversões e nunca tive oportunidade para andar nos carrinhos de choque xDD

Aaron Suzaku disse...

(as cores do teu blog estão um pouco... complicadas de se ler)

conta aos teus pais quando achares que o devas fazer, quando sentires que o devas fazer e se tiveres motivos, contar só por contar (a não ser que tenham uma daquelas relações super próximas ou os teus pais forem daqueles mesmo super liberais e na boa) só te poderá trazer problemas. tens que analisar bem a situação para perceberes se ficas a ganhar ou a perder depois de lhes contar.

eu só contei à minha mãe há coisa de um mês mas também já tenho 26 anos.

Luna disse...

Bem, se um filho meu me contasse que era gay/bissexual eu ficava na boa, até porque sou totalmente a favor, mas depende dos pais, há pais ( tipo os meus) com uma mente muito fechada e que não reagem bem. Mas só tu conheces os teus, por isso...Faz como achares melhor.