Páginas

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Melhores De Quê?

                 Ainda existem melhores amigos? Isto tem muito que se lhe diga, mas creio que nos últimos tempos tenho aprendido mais sobre melhores amigos e amizade do que o resto do tempo. Melhores amigos não existem, é a conclusão a que chego depois de analisar bem esse conceito de amizade. Um amigo não é melhor que outro, porque não é possível comparar em termos de amizade, mas sim em termos de relação. Ter uma relação mais próxima com um não faz com que seja o melhor, mas não quer dizer que não seja bom amigo. A amizade não implica lutar para ser o melhor, mas mostrar que conseguem ser bons amigos e estar lá para apoiar. Quando dois bons amigos se separam por motivos que pouco teriam para tal, as coisas podem parecer o fim de uma amizade de longos anos, até que um deles tome coragem e fale de novo. Acho que aí se vê como as pessoas mudam e a amizade não fica perdida em vão. Amizade não é ser melhor que ninguém, mas sim ser melhor que nós próprios e assumir que erramos, pois no final de contas errar é humano e perdoar é para quem sabe errar também. E no fim de contas não se perdem amizades de 15 anos, que podem durar muito mais. 


2 comentários:

Luna disse...

Eu defino o meu melhor amigo como a pessoa a quem posso contar tudo. Nesta perspetiva tenho dois, embora muito diferentes na maneira de pensar. Agora, colegas é o que mais tenho, sem dúvida.

Marisa Maria disse...

Já não acredito em melhores amigos, pelo menos enquanto não encontrar uma pessoa em quem confiar (sem ser o gajo de quem eu gostei e gosto)