Páginas

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Existência

                Como hei-de dar-te o que sinto se não consigo saber, nem sei como o conseguir. Sinto que és de tudo um pouco, mas talvez seja só o que sinto. Não sei como definir isto nem o que pensar. Só sei que me fazes bem, e consegues-me colocar um sorriso só por existires.


2 comentários:

João disse...

Escreve uma carta, faz um desenho, cria um vídeo. Expressa o que sentes, mesmo a incerteza. :3

Coragem! ^^

Abraço :)

Jenna disse...

Gosto da música :)