Páginas

domingo, 9 de fevereiro de 2014

"Vai Chover"

" Nenhuma religião poderia me salvar
Não importa quanto tempo eu passo ajoelhado
Então lembre-se dos sacrifícios que eu estou fazendo
Para te manter do meu lado
E evitar que você saia pela porta

Porque não haverá luz do sol
Se eu te perder, amor
Não haverá céu claro
Se eu te perder, amor
Assim como as nuvens, meus olhos farão o mesmo
Se você for embora
Todo dia, vai chover, chover, chover"


7 comentários:

D. Santos disse...

Não conhecia a música, mas parece boa...

A disse...

Gosto bastante desta música :)

Namorado P.S. disse...

Soa-me a música de apaixonado.

Namorado P.S. disse...

Os sintomas são fáceis de identificar. Queres que os descreva?

Namorado P.S. disse...

Acordas a pensar nisso? Ouves uma música e pensas nisso? Queres estar sempre ao pé dessa pessoa? Não te importas de fazer qualquer coisa, desde que faças o que a outra pessoa quer e ainda assim ficas contente? Sentes um friozinho na barriga quando sabes que daqui a 5 minutos a vais ver? Depois de estares com ela, passados 5 minutos já tens saudades e apetece-te mandar sms a perguntar se ela está bem? Pensas nela e sorris? Estás a fazer qualquer coisa e paras de repente a pensar nela? No que estará a fazer? Vais ver se escreveu algo no blog? No facebook? No twitter? No instagram?

Quantos sim's?

Namorado P.S. disse...

Pois rapaz. Acima de tudo, aconteça o que acontecer deves preservar-te a ti próprio. Pela minha experiência, posso garantir que aquela cena de filme, em que um vem e se declara ao outro, e tudo fica bem, acontece assim na película. Sabes que há sempre muitas condicionantes para uma pessoa assumir que gosta de outra pessoa e que não seja mal interpretada. Se achas que a pessoa pensa como tu, poderás arriscar sabendo porém, que para dançar o tango são precisos dois, mas se a pessoa não pensar do mesmo modo que tu, estas a colocar-te numa situação de desvantagem. E depois essa pessoa ou aceita e delicadamente recusa e mesmo assim compreende e fica tua amiga... ou então... pode levar a mal e as consequências disso já se sabe. Gostava de dizer-te que quem não arrisca não petisca, e embora saiba que isso também é verdade, também sei que nestes casos amorosos, de paixão ou de interesse, nem sempre essa "regra" se aplica. Tens que também saber ler os sinais. Essa pessoa pensa como tu? Sabes de alguma coisa? Sentes que poderá ser? Deve ter calma porque acima de tudo por vezes nós próprios empolamos as coisas com cenários que só existem na nossa cabeça. Mas deixa, que o tempo também te ira ajudar.

Namorado P.S. disse...

Pois, sabes quando a dúvida é muita e como já escrevi... por mim ficaria quieto até ter certeza de algo ou então partir para outra... é muito cruel apaixonares-te por uma pessoa que já sabes que nunca irá dar nada (já passei por isso), portanto é como te digo... imagina que contas e a pessoa reage na boa, ou então começa a espalhar por todos os teus amigos a tua "declaração"? Como em tudo, há que confiar é certo, mas há que saber confiar caso contrário pode correr muito mal (para ti).